business-1209705.jpg
  • Felipe Lando

Pesquisa exploratória, descritiva ou explicativa

Atualizado: Abr 29

Você está começando uma pesquisa ou está conduzindo sua coleta de dados mas não tem certeza de qual é a caracterização da sua pesquisa? Seu orientador (a) está te mandando ler um monte de coisas sobre tipos de pesquisa e você não está encontrando qual melhor se encaixa com o que você de fato está fazendo? Então este post vai te ajudar a entender três tipos de pesquisa que podem ser adequados para você!

Esses três tipos de pesquisa são:

  • Pesquisa exploratória

  • Pesquisa descritiva; e

  • Pesquisa explicativa.

Mas antes disso, dá uma olhada no vídeo que postamos lá no YouTube sobre esse assunto. É só clicar na imagem para assistir!






Pesquisa Exploratória

Esse tipo de pesquisa visa explorar om fenômeno ainda pouco explorado. Normalmente esse tipo de pesquisa busca elencar hipóteses sobre o tema ou fenômeno estudado para que outras pesquisas as testem e validem.

De acordo com Gil (2017), as pesquisas exploratórias tendem a ser mais flexíveis em seu planejamento, pois pretendem observar e compreender os mais variados aspectos relativos ao fenômeno estudado pelo pesquisador.

Ainda segundo Gil (2017), as pesquisas exploratórias mais comuns são os levantamentos bibliográficos, porém, em algum momento, a maioria das pesquisas científicas passam por uma etapa exploratória, visto que o pesquisador busca familiarizar-se com o fenômeno que pretende estudar.

A característica mais importante dessa pesquisa é a necessidade de se conhecer um fato ou fenômeno ainda pouco conhecido na ciência. Isso se aplica, também, à aplicação de conhecimentos entre áreas de estudo (por exemplo, utilizar a lente teórica de uma área do conhecimento para observar um fenômeno em outra área.

Tá, Felipe, e como eu faço uma pesquisa exploratória?

As pesquisas exploratórias vão confiar muito na experiência e vivência do sujeito em relação ao fenômeno estudado. Por serem de natureza majoritariamente qualitativa, tais pesquisas podem utilizar-se de entrevistas, grupos focais e observação para coletar os dados.

Um ponto importante da pesquisa exploratória é tomar cuidado para não a transformar em uma pesquisa descritiva. Por mais que a descrição do fenômeno seja parte importante do processo científico, o pesquisador deve apresentar discussões e proposições (hipóteses) baseadas em sua lente teórica e nos dados analisados.

Pesquisa descritiva

Esse tipo de pesquisa visa descrever características de uma população, amostra, contexto ou fenômeno. Normalmente são usadas para estabelecer relações entre construtos ou variáveis nas pesquisas quantitativas. Segundo Gil (2017) pesquisas que buscam levantar a opinião, atitudes e crenças de uma população.

Essas pesquisas, normalmente de caráter quantitativo, buscam a identificação e descrição de características de grupos de pessoas ou de fenômenos. Quando feitas de forma qualitativa, tendem a utilizar mapas, modelos ou quadros descritivos para categorizar características.

De modo geral, essas pesquisas buscam aprofundar fenômenos já explorados nas pesquisas exploratórias, buscando características e modelos que melhor os descrevam.

Tá, e esse tipo de pesquisa, Felipe, Como eu faço?

Como elas podem ser qualitativas ou quantitativas, você deve escolher métodos de coleta e análise que melhor se adequem à abordagem.

Nas pesquisas quantitativas, você pode fazer pesquisas de levantamento e usar análises estatísticas descritivas.

Nas pesquisas qualitativas, você pode utilizar entrevistas, grupos focais ou observações, sendo que suas análises tenderão ao desenvolvimento de modelos e quadros descritivos das características do grupo de participantes ou do fenômeno.

Pesquisa explicativa

Esse tipo de pesquisa visa identificar fatores e suas relações com a ocorrência de fenômenos. Segundo Gil (2017), essas pesquisas tem por finalidade explicar a razão das coisas.

As pesquisas explicativas dependem de pesquisas exploratórias e descritivas. Esse tipo de pesquisa pode ser situado como uma das instâncias mais aprofundadas do conhecimento científico, pois se propõem a fornecer explicações fundamentadas para determinados fenômenos.

Pesquisas explicativas caracterizam-se por serem majoritariamente quantitativas, onde buscam estabelecer formas de testar hipóteses e relações causais entre variáveis dependentes e independentes.

Felipe, você já sabe o que vou perguntar... Como eu faço isso?

Bom, considerando que você está fazendo uma pesquisa quantitativa, você vai estabelecer quais relações você vai testar. Essas relações surgirão da revisão de literatura, onde você provavelmente lerá pesquisas exploratórias e descritivas.

Tendo as relações entre as variáveis, defina as hipóteses que seu trabalho testará, estabeleça os parâmetros da sua coleta de dados e as análises que pretende fazer e divirta-se!

Conclusão

Esses são os três principais tipos de pesquisa de acordo com o propósito de cada uma delas. É importante que você defina que tipo de pesquisa está fazendo, pois assim poderá selecionar protocolos de coleta, análise e escrita que sejam mais adequados ao seu propósito.

Tenho certeza de que se você fizer uma escolha e manter-se consistente aos métodos e protocolos dessa escolha, terá um excelente trabalho e será elogiado na sua banca!

Espero que tenha gostado do post e espero te encontrar em outros posts aqui do blog.

Um abraço,

Felipe.


-----------------------------------------------------------------------

Referências


GIL, Carlos, A.Como Elaborar Projetos de Pesquisa, 6ª edição. São Paulo, Atlas, 2017.

Fale conosco

Mande um WhatsApp

Cursos Online