business-1209705.jpg

REFERENCIAL TEÓRICO: Como organizar e escrever?

Atualizado: Jun 18

Está se questionando o que é um referencial teórico? Como fazer esse tal de referencial? O que deve ser escrito? Como estruturar o referencial teórico para a dissertação, tese ou TCC?



Então hoje quero contar para você o que é o tal de referencial teórico e apresentar 4 formas de estrutura da escrita que vão te fazer mandar muito bem na sua pesquisa! 😍


Este conteúdo também está disponível no nosso canal do YouTube! 🎥 Clique na imagem para ver o vídeo.



O referencial teórico é uma das partes mais importantes de qualquer tipo de pesquisa, seja uma dissertação, uma tese, um TCC ou mesmo um projeto de pesquisa.


O referencial teórico nada mais é do que um texto estruturado de tudo o que já foi publicado até o momento com relação ao seu tema e ao seu problema de pesquisa. Nesse capítulo, você deve apresentar os principais conceitos que envolvem o seu problema de pesquisa e discuti-los seguindo alguma estrutura que faça sentido para o leitor. O importante é que, ao final, quem leu o capítulo consiga compreender o que motivou você a escolher determinado problema de pesquisa e quais são os demais estudos que falam do assunto.


Para isso, o referencial teórico será escrito com base em uma revisão de literatura. Não existe um tipo certo de revisão que você precisa fazer, mas é necessário que se sigam padrões a fim de garantir que a revisão tenha validade científica.


Para saber mais sobre revisões de literatura, acesse os posts que falamos de revisão sistemática e revisão integrativa!


Estruturando o seu referencial teórico


Antes de tudo, é importante que você já tenha o seu problema de pesquisa e que já tenha lido sobre os assuntos que o compõem. Só assim será possível traçar relações entre as fontes e criar uma narrativa adequada.


Dentre as diversas possibilidades de estrutura deste capítulo, vou citar 4 formas:


Cronologia

Estruture a escrita do seu capítulo por ordem cronológica das publicações. Essa organização depende do ano da publicação dos artigos que vão compor seu referencial teórico. Comece apresentando as publicações mais antigas e, a partir daí, vá contando a história do desenvolvimento do conceito, citando os trabalhos até chegar nos mais recentes. Dessa forma, você situa o leitor de como determinada área ou tema sofreu modificações e o que ainda falta ser estudado ou desenvolvido. Cuidados com a cronologia devem ser tomados, pois muitas vezes não fica clara a relação temporal entre os artigos, o que pode tornar o texto muito confuso para quem vai ler.


Lembre-se: Não adianta contar apenas o que cada autor escreveu sobre o tema. É preciso explicar como isso é importante, como se relaciona com os demais textos e o que isso contribui para o que você pretende fazer no seu trabalho.


Conceitos

Outra forma de estruturar o capítulo do referencial teórico é discutindo cada um dos conceitos principais da sua pesquisa em um subcapítulo. Você pode escrever alguns parágrafos para cada conceito, explicando suas origens, seu significado, suas aplicações e os estudos mais recentes. O importante é que, ao final, um subcapítulo seja destinado a unificar todos os seus conceitos e relacioná-los com a sua pesquisa.


Modelos

Você também pode apresentar o seu referencial mostrando e apresentando os principais modelos que encontrou. Essa forma de organização fará mais sentido quando o seu trabalho tiver a intenção de analisar, comparar ou escolher modelos. Aqui, é importante que você não saia muito do assunto principal do seu trabalho. Sempre aborde as relações dos modelos identificados com o que você está pesquisando.


Métodos

Caso seja pertinente para a sua pesquisa, você pode organizar o capítulo de referencial teórico por diferentes métodos que foram utilizados nos documentos que você leu. Artigos de revisão, artigos de experimento, pesquisas qualitativas, pesquisas quantitativas, entre outros. Organize o texto e agrupe os estudos por método, apresentando as relações entre as pesquisas que adotam a mesma abordagem e o estudo que você pretende fazer.

Lembre-se sempre que essas organizações têm que fazer sentido com o que você se propôs a fazer no seu problema de pesquisa.


Como vimos, o referencial teórico não é um bicho de sete cabeças. Ele apenas requer de você um pouco de dedicação em encontrar os materiais que você vai precisar, ler esses materiais e desenhar relações que possam ser estruturadas como forma de organização.


Espero que você tenha gostado deste post e que ele te ajude a organizar o seu referencial teórico.


Caso tenha ficado com mais alguma dúvida, leia os posts que temos no blog sobre Revisão de Literatura. O nosso canal no YouTube também está cheio de conteúdos legais. Corre lá e assiste!

Fale conosco

Mande um WhatsApp

Cursos Online