Pesquisa experimental

Você precisa fazer uma pesquisa experimental e não sabe o que é ou por onde começar? Seu orientador (a) quer que você faça um experimento na sua dissertação, tese ou TCC? Vem comigo neste post que vou te contar todos os segredos da pesquisa experimental. Mas antes dá uma olhada no vídeo que fizemos no YouTube falando sobre isso! É só clicar na imagem para assistir 😉 Pesquisa experimental A queridinha dos pesquisadores quantitativos, também conhecida como Experimento. Esse tipo de pesquisa é considerado por alguns autores como o mais próximo da pesquisa puramente científica, pois ela compara resultados de manipulações com o objetivo de testar níveis de influência de variáveis em um contexto ou fenômeno específico. Quando falamos em experimento, nos vêm à cabeça pesquisas em laboratório com ratinhos, onde são testados cosméticos ou medicamentos. No entanto, experimentos são conduzidos em diversas áreas do conhecimento. O que caracteriza um experimento? Experimentos são caracterizados por serem uma pesquisa onde ocorre a identificação e manipulação de variáveis a fim de verificar suas influências em outra variável. - Como assim, Felipe? Não entendi nada... Ok, deixa eu apresentar um exemplo, então. Imagine que você quer saber se o tipo de música influencia o humor de um aluno estudando. Podemos definir como tipo de música: Música Calma ou Música Agitada. Esses tipos de música chamaremos de Variável Independente. Você quer entender se esses tipos de música influenciam o humor de uma pessoa, logo o Humor será nossa Variável Dependente. Uma pesquisa experimental manipulará a Variável Independente e medirá a Variável Dependente para comparar se existiu mudança. No nosso exemplo, você vai colocar uma música calma e usar uma escala para medir humor (que você buscou na literatura). Posteriormente você vai colocar uma música agitada e repetir a mensuração de humor. Os resultados serão uma comparação entre as mudanças de humor por tipo de música (se existir). Sobre as Escalas Quando você vai desenhar um experimento, você deve identificar as variáveis dependentes e independentes do seu estudo. Partindo delas, você definirá o contexto de coleta de dados e os instrumentos que serão capazes de medir o que você quer pesquisa. No nosso exemplo, você só conseguirá medir humor utilizando uma escala destinada a medir humor. Tudo isso você encontrará fazendo uma pesquisa exploratória na literatura. Já fizemos um post sobre pesquisa exploratória aqui! Experimentos serão obrigatoriamente feitos em laboratórios? Não! Claro que algumas áreas do conhecimento exigirão que os experimentos sejam em laboratórios com equipamentos e ferramentas específicas. No entanto, outras áreas do conhecimento permitem experimentos fora de laboratório. No entanto, você deve tomar muito CUIDADO!! Uma pesquisa experimental somente é válida se você conseguir manter 3 critérios cientificamente válidos (Gil, 2017): Controle: Se você não for capaz de manter controle sobre as variáveis que influenciam no seu experimento, não será possível garantir que seus resultados são, de fato, cientificamente válidos; Manipulação: Isso vale para a manipulação das suas variáveis independentes. Se você não puder manipular (modificar) parâmetros de suas variáveis de forma significativa, seus resultados podem perder validade científica; e Aleatoriedade: Pesquisas experimentais visam a generalização dos resultados. Você vai coletar dados de uma amostra e vai analisá-los visando generalizar para uma população. Cientificamente falando, a generalização só é valida quando você consegue coletar dados de uma amostra aleatória. Um último ponto diz respeito à não contaminação dos participantes com respeito à participação deles em um experimento. Isso não se aplica a todo tipo de experimento, porém, quando você contamina seu participante com suas expectativas na pesquisa, ele pode apresentar algum viés nos dados que for te apresentar. Isso poderá prejudicar a confiabilidade dos seus resultados. Conclusão Pesquisas experimentais demandam muitos cuidados por parte do pesquisador. Esses cuidados devem ser muito bem observados por você, caso vá fazer um experimento. Espero que este post tenha te ajudado a compreender melhor o que é e que cuidados devemos ter ao fazer um estudo experimental. Se você ainda tem curiosidade de conhecer mais sobre esse tipo de pesquisa, leia o livro referenciado abaixo. Espero te encontrar em outros posts aqui do blog. Referencia: GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2017. Um abraço, Felipe.

academica_logo_rgb_novo_branco.png
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco

Fale conosco

Mande um WhatsApp

Cursos Online